Somos uma loja de utilidades, presentes e lustres e queremos com esse blog nos aproximarmos de você, nosso cliente e amigo, trazendo para vocês muitas dicas de cozinha, limpeza, organização e claro, muitas receitinhas deliciosas.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

FELIZ 2012!!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

5 IDEIAS PARA ÁRVORE DE NATAL RECICLADA

Já pensou em criar um árvore de Natal diferente e ainda reciclar materiais que iriam para o lixo?


Veja algumas sugestões:




Nesta árvore foi utilizada uma revista velha com as folhas dobradas e depois foram coladas balas para enfeitar. 
Fonte: http://www.blogconsultoria.natura.net/natal-com-arvore-reciclada-de-revista-da-natura/




Nesta mini-árvore foi utilizada folhas de jornal velho, solução criativa e barata!
Saiba como fazer: http://www.artesanatocriativo.com.br/?p=1727





Nesta foram utilizadas aproximadamente 400 latinhas de alumínio de refrigerante e canos de pvc para a estrutura. Com as luzes acesas o efeito é muito legal! 
Fonte: http://simplyliving.blogspot.com/2007/12/recycled-christmas-tree.html




Essa bem criativa foi feita com cds que não tem mais utilidade!




Essa é uma excelente ideia para retirar da natureza as garrafas pet, que poluem tanto nosso meio ambiente!!




FELIZ NATAL A TODOS!!

domingo, 13 de novembro de 2011

20 ANOS - GRANDLAR!!

Hoje completamos 20 anos servindo o povo querido de Petrópolis!

Obrigado pelo carinho de todos vocês, amigos e clientes!!




domingo, 30 de outubro de 2011

BOTIJÃO DE GÁS: DICAS E CUIDADOS

Depois da explosão de um restaurante no Rio de Janeiro provavelmente causado por um vazamento de gás de cozinha, resolvemos publicar algumas dicas na compra, instalação e cuidados com os botijões de gás.
 


Compra Segura

  • É importante que você tenha a certeza de que está comprando gás de uma companhia comprometida com qualidade e segurança.
  • Confira se a marca estampada em relevo no botijão é a mesma do lacre e da etiqueta do mesmo.
  • No momento da compra, esteja atento: todo botijão deve trazer lacre exclusivo e inviolável com a marca sobre a válvula.

Para a sua segurança:

  • Recuse botijões sem lacre, com o lacre sem marca ou com o lacre violado (lacre quebrado ou solto);
  • Verifique se o botijão possui etiqueta com instruções para manuseio do produto;
  • Verifique se o botijão possui a marca estampada em relevo;
  • Compre somente de revendedores autorizados e identificados;
  • Não compre GLP em pontos de venda informais ou clandestinos.

Instalações sem risco

  • Após instalar, faça o teste de vazamento, passando espuma de sabão ao redor da conexão válvula de saída de gás/regulador de pressão de gás.
  • Caso surjam bolhas, repita a operação de instalação. Se o vazamento continuar, desconecte o regulador de pressão de gás e verifique se existe vazamento na válvula.
  • Caso o vazamento continue, leve o botijão para um lugar ventilado, deixando o regulador de pressão de gás desconectado e chame a assistência técnica do seu fornecedor de gás.
  • Jamais passe a mangueira por trás do fogão. Se for necessário alterar a posição de entrada de gás, chame profissionais credenciados pelo fabricante do fogão.

Quando o gás acabar

  • Quando a alimentação dos queimadores do fogão estiver insuficiente, provavelmente o gás acabou.
  • Não tente forçar a saída de gás.
  • Nunca vire ou deite o botijão (se ainda existir algum resíduo de gás, ele poderá escoar na fase líquida, o que anula a função do regulador de pressão, podendo provocar graves acidentes, assim como, entupir com impurezas o regulador, a mangueira e os queimadores).
  • Nunca aqueça o botijão.

Troca do botijão

  • Antes de trocar o botijão, certifique-se de que todos os botões dos queimadores do fogão estão desligados.
  • Nunca efetue a troca do botijão na presença de chamas, brasas, faíscas ou qualquer outra fonte de calor.
  • Nunca role o botijão. Transporte-o sempre na posição vertical.
  • Retire o lacre de segurança do botijão levantando a própria aba do anel externo e gire-a no sentido anti-horário até o disco central sair completamente.
  • Retire o regulador de pressão do gás do botijão vazio e, em seguida, encaixe e rosqueie-o sobre a válvula do botijão cheio.
  • Use apenas as mãos. NÃO utilize ferramentas como martelo ou alicate.
  • Antes de trocar o botijão, examine sempre as condições da mangueira e do regulador de pressão de gás, verificando sempre o prazo de validade e as condições de conservação.

Vazamento – como proceder?
  • Por ser um produto inodoro (sem cheiro), é adicionado ao GLP um composto à base de enxofre (etil-mercaptana) para caracterizar seu cheiro. Dessa forma, é possível detectar eventuais vazamentos.
  • Para verificar se há vazamentos de gás, passe uma esponja com água e sabão sobre a conexão válvula/regulador de pressão de gás. Se houver vazamento, aparecerão bolhas. Não tente eliminar vazamentos de maneira improvisada.
  • Nunca utilize fósforo, isqueiro ou vela para verificação de vazamento de gás.

Vazamento de gás sem fogo
  • Mude para fechado a alavanca do regulador de pressão de gás;
  • Afaste as pessoas do local;
  • Desconecte o regulador de pressão de gás da válvula de saída de gás e, caso continue o vazamento, retire o botijão para um local aberto, ventilado e longe de fonte de ignição.
  • Não acione interruptores de eletricidade e não ligue nem desligue nenhum equipamento eletrônico ou outros que possam produzir faísca;
  • Desligue a chave geral de eletricidade somente se ela estiver fora da residência;
  • Não fume, nem acenda fósforos ou isqueiros;
  • Se ocorrer em ambiente fechado, abra portas e janelas;
  • Alerte as pessoas sobre o vazamento;
  • Entre em contato com a assistência técnica do seu fornecedor de gás e, em casos mais graves, com o Corpo de Bombeiros Militar (193).

Vazamento de gás com fogo
  • Afaste as pessoas do local;
  • Se possível, feche o registro de gás do regulador de pressão de gás;
  • Chame o Corpo de Bombeiros (193);
  • Desligue a chave geral da eletricidade;
  • Retire do local todos os materiais combustíveis;
  • Não deite o botijão, pois isso pode agravar o incêndio.

Como acender o fogão e o forno
  • Abra o registro de gás do regulador de pressão de gás;
  • Abra a porta do forno, se for usá-lo;
  • Acenda o fósforo. Aproxime o fósforo aceso do queimador que será usado ou utilize o sistema elétrico de acendimento;
  • Gire o botão do queimador ou do forno.

Onde armazenar o botijão?
  • Coloque o botijão sempre em locais ventilados, para facilitar a dispersão do gás em caso de vazamento e:
  • Nunca armazene o botijão em compartimentos fechados (armários, gabinetes, vãos de escada, porões, etc.);
  • Nunca coloque o botijão próximo a tomadas, interruptores e instalações elétricas (mantenha distância mínima de 1,50m);
  • Nunca instale o botijão próximo a ralos ou grelhas de escoamento de água (mantenha distância mínima de 1,50m). Por ser mais pesado que o ar, o gás pode se depositar nesses locais. Assim, qualquer chama ou faísca poderá provocar um acidente;
  • De preferência, o botijão deve ficar do lado de fora da cozinha em local arejado, coberto e protegido das intempéries.

Dicas para seu dia-a-dia
  • Não deixe que as crianças tenham acesso ao fogão, nem ao botijão e à instalação;
  • Não acenda o forno ou os queimadores do fogão com isqueiro;
  • Não coloque panos de prato ou outros objetos que possam pegar fogo próximos ao botijão, na tampa do fogão ou perto dos queimadores;
  • Feche o registro de gás sempre que não estiver usando o fogão;
  • Nunca instale um botijão com a mangueira passando por trás do fogão;
  • Evite instalar o fogão próximo a correntes de vento;
  • Mantenha sempre o cabo das panelas voltado para dentro;
  • Nunca utilize fogareiro ou lampião diretamente sobre botijões de 13kg;
  • Nunca encha em demasia as panelas. Pode ocorrer derramamento e a chama se apagar;
  • Ao sair de casa, nunca deixe panela no fogo ou forno aceso;
  • A certeza da procedência do botijão é sua maior garantia de segurança e qualidade;
  • Verifique sempre a presença das marcas estampadas no botijão;
  • As instalações de gás sofrem desgaste com o tempo. Para sua maior segurança, faça revisões periódicas;
  • Procure somente pessoas habilitadas para realizar qualquer conserto ou modificação nas instalações destinadas ao gás de cozinha;
  • Nunca utilize fósforo, isqueiro ou equipamento que produza faísca para verificação de vazamento de gás.


Esperamos que as dicas tenham sido úteis!


 Fonte: http://www.bombeiros.mg.gov.br

sábado, 29 de outubro de 2011

PETRÓPOLIS GOURMET 2011 - SABORES DA ITÁLIA PARA A SERRA


Você não pode perder essa oportunidade!!


Gastronomia e fotografia vão se unir para atrair turistas para a Região Serrana do Rio em novembro, às vésperas da alta temporada. O evento gastronômico Petrópolis Gourmet, que chega a 11ª edição homenageando a Itália, fará uma dobradinha com o estreante Clic! Petrópolis, festival de fotografia, entre os dias 3 e 27 de novembro. Cerca de 10 mil pessoas são esperadas, segundo o Petrópolis Convention & Visitors Bureau.

Vinte e quatro restaurantes participam do Petrópolis Gourmet, com o desafio de preparar pratos de diferentes regiões italianas, com menu composto de entrada, prato principal e sobremesa. O Petrópolis Gourmet é um evento de valorização dos chefs locais e de revelação de talentos. Aberto ao público, será realizado o I Concurso de Pizzaiolos de Petrópolis, com apoio da pizzaria Di Farina, Gi Metal, Moinho L5Stagione e o SENAI.

Na programação, estão previstas oficinas gratuitas com chefs da região, organizadas pelo grupo Nossa Panela Brasil, do chef Márcio Moreira. A Unidade Móvel de Panificação do SENAI ficará no Centro de Petrópolis, entre os dias 07 e 17 de outubro, oferecendo oficinas gastronômicas à população. Os restaurantes participantes também terão oficinas promovidas pela vinícola oficial do evento, a Lídio Carraro. No restaurante Barão Gastronomia, por exemplo, haverá a oficina Cozinha de Montanha.

O festival também terá forte atuação social. As nutricionistas da Faculdade de Medicina dePetrópolis farão oficinas de gastronomia no Vale do Cuiabá, um dos locais mais atingidos pela chuva de janeiro.

O XI Petrópolis Gourmet é uma realização do Petrópolis Convention & VisitorsBureau, que tem apoio institucional do Instituto Italiano di Cultura, Casa D'Itália Anita Garibaldi, FASE (Faculdade Arthur Sá Earp Neto), Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis e Prefeitura Municipal de Petrópolis. O evento é organizado pela Serrana CenterPromoções e Eventos, com curadoria dos chef Barão (Restaurante Barão Gastronomia), Vera de Oliveira (Restaurante Oliveiras da Serra) e Antonio Lo Presti (Pizzaria DiFarina).

Simultaneamente ao Petrópolis Gourmet, acontece o Clic! Petrópolis, evento voltado para fotógrafos profissionais e amadores. Entre as atrações, haverá caminhadas fotográficas, com o percurso do Imperador D. Pedro II, grande amante da fotografia, saindo do Museu Imperial. Os visitantes também poderão conhecer um acervo fotográfico inédito nos bastidores do Museu Imperial. Quinze exposições também já estão confirmadas. A convergência entre os dois eventos acontece na exposição de fotografia dos 24 chefs participantes do Petrópolis Gourmet.  


Confira a programação no site: www.petropolisgourmet.com.br

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

FAÇA SEU PRÓPRIO AROMATIZADOR!


Essa receita testada e aprovada deixa um cheirinho delicioso no ar e é bem fácil de fazer. As ervas voce encontra em feiras livres ou supermercados.

Então, mãos a obra!

Ingredientes:

1 colher de sopa de cravo
Uma pequena porção de manjericão
Uma pequena porção de capim-santo
Algumas lascas de canela em pau
Alcool de cereais

Material:

1 vaporizador vazi

Modo de fazer:

Misture todos os ingredientes (menos o álcool) numa panela, cubra de água até tapar as ervas e deixe ferver por 3 minutos, apague o fogo. Após esfriar coe a mistura e coloque direto no recipiente de spray enchendo até a metade do recipiente, a outra metade restante você completa com o alcool. Pronto, você já pode usar seu aromatizador de ambientes natural que você mesmo fez!

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

OUTRAS MANEIRAS DE USAR O AMACIANTE DE ROUPAS



Você sabia que além de deixar as peças macias e perfumadas, o amaciante de roupas também tira manchas, limpa vidros e piso de cerâmica, dá brilho extra aos azulejos... O responsável por todas essas utilidades é o sal quaternário de amônio, um ótimo hidratante e fixador de perfume. Algumas marcas também trazem silicone na composição, que funciona como lubrificante e cria uma película nas superfícies capaz de repelir o pó. Experimente essas  dicas e surpreenda-se!

1. Tapete novo

Depois de higienizadas, as fibras de tapetes e carpetes ficam ressecadas e ásperas ao toque. Resolva isso colocando 1/2 tampa de amaciante em dois litros de água. Transfira o líquido para um borrifador e espalhe no tapete ou no carpete, massageando as fibras com os dedos (use luvas de borracha ou descartáveis para evitar possíveis alergias). Deixe secar naturalmente e sinta a diferença!

2. Banheiro limpinho

O amaciante é ótimo para fazer uma limpeza suave no cômodo mais úmido da casa. Você pode usá-lo no piso, nos azulejos, no vaso sanitário, na pia, no balcão de fórmica, no ralo, nas toalhas... Dilua o produto com água ou álcool e aplique com pano ligeiramente umedecido. O cheiro de limpeza dura horas.

3. Livre-se de manchas teimosas

Se o óleo de peroba ou de linhaça manchou aquele móvel escuro de MDF e você já usou vários produtos para eliminar a marca (sem sucesso), experimente limpar a mancha com uma solução de duas partes de água para uma de amaciante, usando um pano ligeiramente úmido e depois um macio e seco. Pronto, sumiu!

4. Lustra-móveis poderoso

Se você precisa tirar o pó dos móveis diariamente, experimente limpá-los com amaciante diluído em água na proporção indicada pelo fabricante ou um pouquinho mais concentrado. O amaciante cria uma película sobre os móveis que afasta o pó por dias e ainda deixa um brilho discreto na madeira, na fórmica, na pia da cozinha e até no fogão e na geladeira.

5. Vidros tinindo

O produto pode deixar os vidros limpinhos, brilhantes e sem manchas, além de repelir o pó por vários dias. Aqui vai a receita: dissolva uma colher (sopa) de amaciante em 1/2 litro de água, transfira a mistura para um borrifador e use um pano macio, que não solte fiapos, para fazer a limpeza. Espere secar e retire o excesso com uma flanela seca. Outra possibilidade: coloque um copo de amaciante no borrifador e complete-o com álcool. Espirre no vidro e passe um pano seco, em movimentos circulares.

6. Roupa bem passada

O ferro de passar desliza que é uma beleza nas peças borrifadas com a seguinte receita: em um litro de água dilua uma xícara (chá) de amaciante e a mesma medida de álcool. Misture bem, coloque em um borrifador e veja como rende! Fora o cheirinho gostoso que fica nas roupas, é claro.

7. Aromatizador de ambientes

Escolha o amaciante que tiver o aroma mais agradável e adequado ao clima que você deseja criar em casa: romântico, campestre, oriental... Em seguida, dissolva uma tampinha do produto em um litro de água, umedeça um pano limpo na mistura e aplique no piso e nas portas. Como o sal de amônio também funciona como um bom fixador de perfume, o aroma vai permanecer no ar por horas e horas!

Gostou dessas dicas? Então mãos à obra!!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

TARTELETE DE MORANGO



Ingredientes:
  • 8 tarteletes
  • 2 xícaras de leite integral
  • baunilha
  • 6 gemas
  • 6 colheres (sopa) de açúcar
  • 6 colheres (sopa) de maisena
  • 50g de manteiga sem sal
  • 500g de morangos
  • açúcar de confeiteiro

Modo de preparo:

Ferva o leite com a essência de baunilha e reserve. Bata as gemas com o açúcar até que fiquem com uma aparência esbranquiçada. Coloque a maisena e misture. Vá acrescentando, aos poucos, o leite às gemas, misturando bem. Leve ao fogo brando, mexendo sempre e até encorpar bem. Retire do fogo e acrescente a manteiga gelada misturando vigorosamente para conferir brilho ao creme.
Peneire e reserve.

Corte os morangos conforme o gosto, preencha cada tartelete com o creme, cubra com os morangos e finalize com o açúcar de confeiteiro.

PRODUTOS RELACIONADOS:


Forma para tortinhas crespa n.2
Pct c/ 1 dúzia







terça-feira, 6 de setembro de 2011

VOCÊ SABE O QUE É MIRTILO?


O Mirtilo é um fruto considerado "fonte de longevidade" por conter alto teor de antocianidinas (contidas nos pigmentos de cor azul-púpura). Essa substância favorece a visão, beneficia a pele e os vasos sanguíneos, ameniza problemas de varizes, hemorroidas, transtornos cardíacos, feridas externas e internas, inchaço, artrites e artroses.


O mirtilo é originário da Europa e da América do Norte, onde é muito apreciado por seu sabor exótico e valor econômico, mas ainda é desconhecido por parte do consumidor brasileiro e latino-americano. Sua cultura em terras nacionais ainda está em fase de desenvolvimento, mas dados registrados pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) indicam que nos últimos 40 anos a produção mundial de mirtilo aumentou sete vezes.


Fonte: Revista Viva Saúde 

sábado, 3 de setembro de 2011

ORGANIZANDO A CASA!!

Para manter a casa em ordem, a organização deve começar no momento que você chega da rua.


Confira essas dicas e acabe com a bagunça!


CABIDEIRO
Nele você pode pendurar desde uma sacola de compras até sua bolsa e casaco. Procure deixá-lo perto da sua porta de entrada.


DICA: Não faça do cabideiro o seu guarda-roupa! Só pendure nele aquelas coisas que você realmente usa no seu dia a dia.


PORTA GUARDA-CHUVA
Evita que pisos e móveis fiquem molhados quando você chega em casa num dia chuvoso.


DICA: Nada de deixar o guarda-chuva encharcado! Passada a correria da chegada, abra-o em um local arejado e deixe-o secar.




BAÚ OU CESTA
Despeje tudo dentro dele quando chegar extremamente carregada da rua e livre-se do caos momentâneo!


DICA: Assim que tiver tempo. guarde cada coisa no seu devido lugar. Faça isso periodicamente para não deixar a desorganização acumular.

sábado, 27 de agosto de 2011

TORTA DE MARACUJÁ

Foto: Santa Marina www.santamarina.com.br

Massa

•1/3 de xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
•2 xícaras (chá) de farinha de trigo peneirada
•½ xícara (chá) de manteiga sem sal (125 g)
•½ colher (chá) de sal
•1 ovo
•1 gema para pincelar a massa

Recheio

•2 latas de leite condensado
•300 ml de polpa de maracujá azedo
•folhinhas de 4 galhos de manjericão fresco ou hortelã
•400 ml de creme de leite fresco batido em ponto
de chantilly

Calda e cobertura

•¼ de xícara (chá) de açúcar
•50 ml de polpa de maracujá azedo
•50 g de suspiros pequenos

Prepare a massa: 
ose na Jarra Medidora Marinex® de 1 litro o açúcar, a farinha de trigo e a manteiga, despejando em seguida em uma tigela grande. Junte o sal e misture com os dedos até formar uma farofa. Adicione o ovo e misture até formar uma bola homogênea. Coloque, aos poucos, pequenas porções da massa diretamente na Forma Filetada Média Marinex®, forrando o fundo e as laterais. Cubra a massa com papel-alumínio e preencha com feijões secos, para manter o formato durante o cozimento. Ligue o forno a 180ºC e coloque diretamente a forma, assando por cerca de 25 minutos. Remova os feijões e o papel-alumínio, pincele com a gema e volte ao forno por mais 10 minutos ou até dourar.

Prepare o recheio: 
Em uma tigela grande, misture o leite condensado, a polpa de maracujá e as folhas frescas de manjericão. Mexa bem e incorpore delicadamente o creme de leite batido em ponto de chantilly, misturando até obter um creme de textura lisa. Mantenha sob refrigeração até o momento de utilizar.

Prepare a calda e monte a torta: 
Coloque o açúcar e a polpa de maracujá na Jarra Medidora Marinex® e complete com água até obter o volume de 150 ml. Misture bem e leve diretamente ao micro-ondas, em potência máxima, por 5 minutos, mexendo na metade do tempo. Disponha o creme de maracujá sobre a massa pré-assada e cubra com os suspiros, levando em seguida à geladeira. Regue com a calda no momento em que for servir, despejando-a sobre os suspiros.

Rendimento: 8 porções

Tempo de preparo: 25 minutos

PRODUTOS RELACIONADOS:
Jarra medidora 1 lt Marinex

Forma Filetada Média Marinex

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

INSPIRE-SE !


" A coisa mais fácil? Errar.
O maior obstáculo? O medo.
O pior defeito? O mau humor.
O presente mais belo? O perdão.
A sensação mais agradável? A paz interior.
A proteção efetiva? O sorriso.
A mais bela de todas as coisas? O Amor.


Madre Tereza de Calcutá (1910-1997), religiosa albanesa, naturalizada hindu

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

BROA DE MILHO



Ingredientes

  • 950 g de farinha de trigo
  • 50 g de fubá de milho
  • 2 ovos
  • 100 g de açúcar
  • 50 g de margarina
  • 80 g de fermento
  • 500 ml de água


Preparo

Misture todos os ingredientes (menos o fubá) até obter uma massa. Faça bolas do tamanho desejado, passe no fubá e deixe descansar por uma hora, ou até dobrar de volume. Asse em forno pré-aquecido a 180 graus por 20 minutos.


sábado, 20 de agosto de 2011

COMO FUNCIONA A PANELA DE PRESSÃO

A água ferve normalmente a 100º C, ao nível do mar e num recipiente aberto. Qualquer que seja o tempo que a água demore para ferver nessas condições, a temperatura continuará a mesma. Se você mantiver alta a chama de gás, depois que a água já estiver fervendo, estará apenas desperdiçando gás.  O que estiver dentro da água levará o mesmo tempo para cozinhar. O excesso de calor produzirá apenas a evaporação mais rápida da água. 


É possível, entretanto, tornar a água mais quente que 100º C, aumentando a pressão. É o que fazem as panelas de pressão. Como são recipientes fechados, conservam o calor e a pressão aumenta. Nessas panelas, em vez de ferver a 100º C, a água (e o vapor) atinge temperaturas mais altas, cerca de 120º C. Evidentemente a carne, batata e feijão ou qualquer outro alimento cozinham muito mais depressa. Como o vapor exerce uma pressão considerável, as panelas possuem válvulas de segurança que funcionam quando a pressão atingir um ponto perigoso.




Na figura acima você tem um esquema de uma panela de pressão: ela tem uma tampa, vedada com uma argola de borracha; no centro da tampa há uma válvula, que é mantida fechada por um pino relativamente pesado, mas que pode movimentar-se para cima, permitindo a abertura da válvula; há também uma válvula de segurança, que só abre em situações extremas, quando a válvula central estiver entupida e houver perigo de explosão.
O alimento é colocado na panela, como uma certa quantidade de água. A panela é fechada e levada ao fogo. O calor 
da chama aquece toda a panela, elevando a temperatura da água até que ela ferva. Como a panela é totalmente fechada, o vapor d’água que se vai formando não pode dispersar e a pressão interna da panela aumenta: torna-se maior que a pressão atmosférica.


O aumento da pressão faz com que a água no interior da panela entre em ebulição, a uma temperatura acima de 100º C. A pressão do vapor d’água, porém, aumenta até certo limite. Superado esse limite, ela se torna suficientemente elevada para que o vapor levante o pino da válvula central e comece a sair da panela. A partir desse momento, a pressão do vapor se estabiliza porque é controlada pelo escapamento do vapor através da válvula. Em conseqüência, a temperatura no interior da panela também não aumenta mais.




A panela de pressão foi inventada pelo físico francês Denis Papin, que publicou em 1861 uma descrição do equipamento, denominando-o digestor. Numa reunião de cientistas da Royal Society, Papin demonstrou que o seu invento era capaz de reduzir ossos a gelatina comestível. Atualmente, esse recipiente é empregado não só nas tarefas domésticas, mas também nos hospitais (sob a forma de autoclaves para esterilizar material cirúrgico), na industria de papel (como digestor para cozer polpa de madeira) e nas fábricas de conservas alimentícias.
No cozimento da polpa de madeira, por exemplo, a pressão obtida por um digestor possibilita reduzir as lascas até que as fibras se soltem o suficiente para fabricar o papel. Nos hospitais, as altas temperaturas das autoclaves permitem esterilização mais segura. Nas fábricas de conservas, o cozimento sob pressão garante melhor preservação dos alimentos, eliminando maior número de bactérias.



Fonte: http://www.vocesabia.net

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

ESCOLHENDO A MARMITA CERTA PARA LEVAR SUA COMIDA



Levar marmita para o trabalho é uma opção mais saudável e econômica para a hora da refeição. Descubra os prós e contras de cada modelo e escolha aquele que é melhor para você.



Térmica
Veda e conserva os alimentos. Vem com a bolsa térmica, dispensando o uso de forno. Não separa os alimentos crus dos cozidos.



Alumínio
Na hora de esquentar, o alumínio é melhor. Pode alterar o gosto de molhos de tomate e causar problemas gastrointestinais. Não vai ao micro-ondas.


Plástico
As de plástico são mais leves e algumas vêm com divisórias. O plástico pode liberar substâncias tóxicas, como o bisfenol A, quando aquecido.

Elétrica
As elétricas são ideais para quem não tem acesso a forno no trabalho. Ela aquece através do vapor e não resseca a comida.

Descartável
As descartáveis de alumínio são práticas e leves, mas não vedam bem e não conservam a comida por muito tempo.


Vidro
O vidro é o melhor material para levar e esquentar o alimento, além de ser de fácil higienização. Mas são mais pesadas e podem quebrar.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

AMIGOS



Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências…

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.
Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar. Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo!

Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer…

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.

Vinicius de Moraes (1913-1980)

terça-feira, 2 de agosto de 2011

ÁRVORE DE RECADOS: NOVIDADES PARA O CASAMENTO



O dia da festa de casamento, é um dia muito corrido onde os noivos não conseguem receber dos convidados os devidos votos, é tempo de festejar. Para não deixar esses votos de lado, é importante os noivos disponibilizarem um livro de assinaturas ou as árvores de recados que estão sendo muito usados nas cerimônias atuais.
O livro de assinaturas ou de honra existe para que os convidados deixem registrados os votos. Os primeiros a deixar os votos no livro são os pais e parentes mais próximos, para que nenhum convidado fique sem graça de ser o primeiro a escrever, e é importante que ele fique num lugar visível aos convidados na cerimônia para que ninguém saia sem registrar os votos para o casal.



Para não mudar o sentido da idéia e dar um charme à decoração, as noivas mais modernas estão usando a árvore de recados. Nela os convidados escrevem os votos e penduram na arvore. Existem vários modelos de arvore de recados, uma idéia bem inovadora e cortar os papeizinhos com formato de folhas fica super charmosa. Use e abuse da sua criatividade!
Com o passar dos tempos você vai poder lembrar todos que estiveram presentes e se emocionar com o carinho  que todos demonstraram por você num dia muito importante da sua vida.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

VOCÊ CONHECE A HISTÓRIA DO ABRIDOR DE LATAS?




O abridor de latas ou abre-latas foi inventado em 1855 pelo inglês Robert Yates. O curioso da história do abridor de latas é que ele só foi inventado mais de 45 anos depois das primeira latas de conservas, que surgiram em 1813. Acho que descobriram que abrir latas com um martelo e uma talhadeira não era assim tão fácil e prático. E também porque o material de que eram feitas as latas mudou um pouco. As primeiras latas possuíam grossas paredes de ferro que para serem abertas exigiam o uso do cinzel e do martelo (e no caso dos soldados com a ponta da baioneta ou o tiro do fuzil). Só em 1825 que as latas foram feitas com um material mais fino, e fácil de ser aberto.

Lá no meio do Século XIX, o mundo vivia uma época onde a industrialização aflorava. Nos mercados, começam a surgir os enlatados, principalmente conservas, óleos, tanto comestíveis quanto industriais, tomates, ervilhas e sardinha. Imagina a dificuldade pra abrir uma lata, sem um abridor de latas. Foi então que Robert Yates, pra suprir essa nova demanda que havia se criado, inventou o abridor de latas.

Mas não pense que só servia pra abrir latas. Naquele tempo já existia cerveja, engarrafada, e com tampinha, isso mesmo, aquela tampinha chata. E Robert Yates incorporou mais uma função ao abridor de latas. Então tentem imaginar o objeto, que na lateral tinha o "dente" que abria as latas, e na cabeça dele, o semi-círculo dentado, que facilitava a vida dos consumidores de cerveja. O nome do objeto? Cabeça-de-boi. Nome bonito, né?

Pouca gente dá valor a um objeto tão simples como esse, mas a vida seria muito difícil sem ele.

Existe uma grande variedade deste utensílio, desde o tipo mais simples e sem partes móveis, que se encontra em muitos canivetes, até aos mais comuns que possuem uma lâmina circular que roda com uma manivela (ou com um motor elétrico), ao mesmo tempo que uma roda dentada faz mover a lâmina à volta da lata.

O design atual preconiza este pensamento, o aproveitamento total da peça, disponibilizando mais de uma função ao usuário, e principalmente, tornando-o agradável aos olhos. Hoje em dia, o diferencial de um produto não pode ser apenas a beleza, ou apenas a forma, e sim a fusão, em proporções adequadas dessas duas qualidades.

O abre-latas foi inventado em 1815, mas a primeira pessoa a patenteá-lo foi o inventor estado-unidense Ezra Warner em 1858; o de roda cortante foi inventado por William Lyman em 1870.

PRODUTOS RELACIONADOS
   



Abridor de Latas - Mimo Style






Saca-rolhas/ Abridor - Tramontina


Abridor de latas/garrafa inox - Viel





LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...